Categoria Scrum Alliance

Um bate papo sobre, Scrum, Produtos, Projetos e… Agile Project Manager

Olá Pessoas,

Antes de mais nada eu gostaria de agradecer o WordPress, por ceder este espaço para que a gente possa, em alto nível, discutir a gestão de projetos no Brasil… (protocolos e blá blá blás cumpridos, vamos ao que interessa)

No mês passado, participei de um workshop (muito interessante diga-se de passagem) voltado para concepção enxuta de produtos, imersos em ambientes adaptativos. Foi uma experiência bastante agregadora pois, além da experiência trocada entre os participantes e das técnicas que aprendi e revisitei no WS, pude rever alguns amigos do mundo ágil e fortalecer o networking.

Foram 8 horas bastante produtivas onde, entre uma pausa e outra para o café, evoluímos uma hipótese a qual se expandiu da concepção da ideia (MVP, visão, objetivos e etc) até um canvas que definiu o escopo do produto a ser desenvolvido. E numa dessas “pausas pro café”, aconteceu um episódio bastante enriquecedor.

Em meio a um bate papo descontraído e alguns convites para conexão no LinkedIn, fui, cordialmente “advertido”, por um colega que lá estava, acerca da utilização do termo Agile Project Manager verificada por ele, em uma de minhas experiências no LinkedIn. Na visão respeitosa deste colega, a denominação Agile Project Manager não é coerente aos métodos ágeis, uma vez que tais métodos tem como foco principal a construção de produtos complexos e não o gerenciamento de projetos, não fazendo sentido, portanto, um gerente de projetos ser ágil.

Como discordei (e discordo) peremptoriamente desta visão e, porque não dizer, desta divisão brusca e nonsense entre produtos e projetos… e, como este colega e eu, apresentamos, modéstia a parte, argumentos bem fundamentados no debate, que contou, inclusive, com a “audiência” ativa de alguns participantes que se entusiamaram pelo tema; resolvi estruturar minha visão sobre este assunto neste singelo post. 😀

Ler mais

Scrum Alliance ou Scrum.org?

Olá pessoas,

Que atirem a primeira pedra, quem nunca passou os três últimos meses de um ano, planejando fazer no próximo (MBA, inglês, cursos e etc), o que não fizeram no decorrer daquele moribundo ano… pois é, comigo não é e não foi diferente. No final de 2013, decidi que faria, no ano seguinte, cursos de aprimoramento e buscaria algumas certificações que julgava importantes e necessárias para minha carreira.

Foi aí então que decidi me certificar em Scrum. Como minha carreira estava direcionada para gestão de projetos (ágil e tradicional), busquei me especializar em papéis que estivessem aderentes aos meus objetivos profissionais. Assim sendo priorizei, inicialmente, a certificação de Scrum Master.

Após ter definido o que estudar e em qual papel me certificar… surgiu o seguinte dilema:

Qual organização escolher: Scrum Alliance ou Scrum.org?

Ler mais

Como saber se um profissional é certificado?

Olá Pessoas,

Inauguro este blog com um post sobre um assunto menos tradicional, ausente nas “googladas” de sucesso, mas que tende a ser um tanto polêmico. Atualmente quase todas as áreas, em especial a de TI (Tecnologia da Informação), contam com um portfólio de certificações bastante amplo, exigente e diversificado. Em TI, por exemplo, os profissionais que desejam testar seus conhecimentos em linguagem de programação como Java e C#, podem se submeter aos rigorosos programas de certificação das empresas Oracle (proprietária da Sun) e Microsoft. Em Gerenciamento de Serviços de TI, existe a famosa ITIL® contando com vários níveis de certificação; do Foundation (básico) ao Expert e Master (avançado). Há também as requisitadas e reconhecidas certificações do PMI, que uma vez conquistadas, comprovam (tecnicamente) os conhecimentos em nível de Especialista em Gerenciamento de Projetos, como é o caso da PMP®.

Ler mais