Spoiler da Professional Scrum Developer (PSD I) da Scrum.org

Olá Pessoas,

Antes de mais nada eu gostaria de agradecer o WordPress, por ceder este espaço para que a gente possa, em alto nível, discutir a gestão de projetos no Brasil… (protocolos e blá blá blás cumpridos, vamos ao que interessa)

Soa um tanto estranho falarmos em spoiler da PSD, uma vez que esta certificação já existe há mais de 5 anos. Ocorre que quando decidi conhecer um pouco mais sobre a PSD, avaliar quais eram suas exigências, seus pré-requisitos e o seu público alvo… dada a escassez de materiais e artigos publicados sobre o assunto na comunidade, e ainda a irrelevante quantidade de certificados emitidos no mundo (±4500), me dei conta de que qualquer coisa que eu escrevesse sobre ela, trataria-se de um spoiler. 😯

email_quantidade_certificados_psd_scrumorg

Resposta do Support Team da Scrum.org sobre a quantidade de PSDs em 03/04/2017.

Neste sentido, repare no cenário a seguir:

Em qualquer empresa ou projeto de TI, normalmente — e se isso não for uma verdade dentro do seu contexto, sugiro fortemente uma reciclagem de conceitos — existem mais Desenvolvedores (e demais cargos relacionados ao Time de Desenvolvimento) que Scrum Masters e POs.

O próprio Scrum Guide define que o Scrum Team é formado por um Scrum Master, um PO e um Time de Desenvolvimento, recomendando-se que o Time de Desenvolvimento seja formado por no mínimo 3 e no máximo 9 desenvolvedores (e demais cargos relacionados). No entanto, e inversamente proporcional, a quantidade de Scrum Masters certificados (CSM ou PSM) supera em inúmeras vezes a quantidade de Developers certificados (CSD ou PSD).

Para se ter uma ideia desta assimetria, se fizermos uma busca no Certificant Directory da Scrum Alliance e marcarmos apenas a CSM (ScrumMaster), retorna-se, até o momento em que escrevia este post, pouco mais de 452 mil certificados¹ no mundo. Se fizermos, porém, a mesma pesquisa marcando apenas a CSD (Scrum Developer) o retorno cai para míseros 5000 mil certificados¹.

grafico_scrum_certificados_scrumorg_scrumallianceOra, se temos mais desenvolvedores que Scrum Masters e POs, porque então temos 90 vezes mais CSMs do que CSDs? Ou 17 vezes mais PSMs do que PSDs? Talvez a digressão posta aqui, seja um tema para tratarmos em um outro post.

Convicto, entretanto, de que: 1) 70% (talvez um pouco mais) do trabalho de um Time Scrum é feito pelo Time de Desenvolvimento — construa-se aqui um sólido e extenso muro das lamentações para dar cabo a choradeira infinita que se armará no momento em que, oportunamente, os meus eminentes colegas, Scrum Masters e Agile Coachs, lerem este polêmico parágrafo —  2) Quão melhor e mais preparado é o Time de Desenvolvimento, mais fácil se torna a vida do SM e do PO e mais valoroso se torna o produto por ele construído e 3) Estabelecido o incômodo com esta situação e visando dar meus dois centavos de contribuição no sentido de se fazer crescer o bolo de Developers certificados, resolvi: 1) Fazer a PSD  (e lá se foram minhas economias pro vinagre), para avaliar como eu me sairia no exame e 2) Escrever este post, visto que obtive êxito no exame, para incentivar você, agilista, que se liga numa certificação a também fazer o mesmo. Espero só te ajudar a partir daqui.

Em tempo: Sem querer bancar o “isentão”, gostaria de registrar minha solidariedade a todos os SMs, Agile Coaches e POs deste meu Brasil varonil… e afirmar, categoricamente, que a agilidade não seria a mesma se não fosse a elogiável e intrépida contribuição de vocês… e a minha também, é claro. (mas os 70% lá em cima, continuam valendo). 😀

Preparando-se para Professional Scrum Developer (PSD I)


Detalhes da Certificação

  • Valor do exame: 200 dólares
  • Score mínimo para passar: 85% (68 de 80 questões)
  • Número de questões: 80
  • Formato do exame: Múltipla escolha e verdadeiro ou falso
  • Dificuldade: Intermediário
  • Idioma: Inglês
  • Curso requerido: Nenhum
  • Local do exame: Online
  • Senha para fazer o exame expira: Não

Leituras recomendadas

Na área de assessments da Scrum.org existe uma tal de PSD subject areas. Lá você encontrará uma série de livros escritos por renomados agilistas, que servirão para o seu auto estudo. É necessário ler todos? Não. Eu já li alguns deles, mas sinceramente não vi a necessidade de ler todos eles para obter sucesso no exame. Os livros que eu já tinha lido são estes:

E, muito embora eu já tivesse lido os livros acima, não me recordo de ter precisado recorrer ao que aprendi com eles para responder as 80 questões que compõem a PSD. Portanto, estudar e conhecer boas práticas de engenharia de software é sempre bom, aliás julgo de fundamental importância, para nós, que trabalhamos com agilidade… mesmo que este conhecimento seja de forma superficial.

10 Highlights poderosos para o sucesso na PSD I :mrgreen:

  1. Pair Programming (XP) — Necessário saber, minimamente, o que é programação em par e por qual método esta técnica é difundida.
  2. Application Architecture — Em projetos ágeis, a arquitetura é sempre, sempre, sempre definida ao passo em que a compreensão e o entendimento do time EMERGE. Além disso, a arquitetura deve ser compreendida por todos do Time de Desenvolvimento.
  3. Refactoring — Considerando as boas práticas, porque é recomendável refatorar um código? Se você souber responder esta simples pergunta e quais os benefícios da refatoração… já será o suficiente.
  4. User Stories — Não existe história de usuário no Scrum. Ponto final. “Ain, mas o instrutor do curso de Scrum que eu fiz, disse que história de usuário é muito utilizada no Scrum…”. Amigão(ona), vou repetir… não existe – história – de usuário – no Scrum. Ponto final.
  5. Development Team — Exceto o SM e o PO, todos que estão envolvidos na construção de um produto, fazem parte do Time de Desenvolvimento, e devem, portanto, permanecer envolvidos desde a sua concepção até o seu lançamento. Aaahh, já ia passando batido… o único cargo previsto no Time de Desenvolvimento é o de Desenvolvedor. Ponto final. “Ain, mas na minha empresa a gente faz Scrum by the book e temos desenvolvedores, analistas de testes e analistas de negócio no Time de Desenvolvimento…” – Tá, mas na hora do exame chame todos eles de DESENVOLVEDORES.   
  6. Behavior-Driven Development (BDD) — Necessário saber, minimamente, o que é BDD (Desenvolvimento Guiado por Comportamento) e que ele é focado nas interações do usuário e do sistema.
  7. Product Owner — Define o que precisa ser feito e colabora com o Time de Desenvolvimento para que o que foi definido, seja feito da melhor forma possível. Além disso, ele é o único que tem poder para cancelar uma Sprint.
  8. Unit and Integration Tests — É necessário saber, miseravelmente, a diferença entre Teste de Unidade (não é tão correto falar Teste Unitário) e Teste de Integração, além de saber o que cada um deles significa.
  9. Test-Driven Development (TDD) — Necessário saber, minimamente, o que é TDD (Desenvolvimento Guiado por Testes). Além de ter em mente que a base do TDD é = Red → Green → Refactor… ∞
  10.  Code Maintainability Metrics — As métricas mais úteis para medir a manutenibilidade de um código é a complexidade ciclomática e a profundidade da herança.

Dica bônus: Existe uma espécie de simulado denominado Open Assessment, muito útil diga-se de passagem, o qual recomendo que você o faça diversas vezes até obter 100% de acerto. Desta forma, você se familiarizará com o exame e talvez ganhe algumas questões de lambuja no exame real. 😀

Considerações finais

Pra quem já teve a oportunidade de fazer alguma certificação da Scrum.org, sabe que o tempo disponível para concluir o exame é relativamente escasso (45 segundos por questão). Além do que, considero o score mínimo para passar bem alto (85% = 68 questões de 80). Sabendo disso, sugiro que escolha um dia e um local tranquilo para fazer o exame. Não esqueça de dar um reboot na rede wi-fi do local onde estiver fazendo o exame e desconectar os demais aparelhos, para evitar problemas de lentidão na rede… e nunca, em hipótese alguma, tente encontrar as respostas das perguntas, na internet, no momento em que estiver fazendo o exame. Se for preciso fazer isso (colar), sugiro que responda todas as perguntas, marque aquelas em que você ficou com dúvida, e se houver tempo, ao final do exame, tente encontrar as respostas.

Por fim, é sempre importante ressaltar que certificações não servem apenas para você carregar um título a mais consigo… servem (ou pelo menos deveriam servir) para revisar e reciclar conceitos e para aprimorar os seus conhecimentos.

Ps.: Se com essas dicas, você não tiver sucesso na PSD… eu “troco” de nome! 🙂

Saudações. Ψ


(¹) Certificant Directory do site Scrum Alliance. Consulta realizada em 02/07/2017.

Um comentário em “Spoiler da Professional Scrum Developer (PSD I) da Scrum.org

  1. Concordo plenamente com suas considerações. O Dev Team (DEVs, ARQs, QAs, etc) tem grande impacto na entrega de valor e portanto o alinhamento a essas boas práticas é imprescindível.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: